De olhos bem abertos, parte II

Ponto e vírgula | Por Adriana Bezerra | 6 dias atrás | 157 |

Marcos Vinicius passou o bastão para João Corujinha – contrariando a expectativa da maioria, que apostava numa puxada de tapete histórica.

E não se trata de qualquer bastão.

Verdade seja dita (e reconhecida): sob o comando de Marcos Vinicius, a Câmara de João Pessoa experimentou ritmo diferenciado.

Abriu suas portas e chegou aos bairros.

Dialogou mais com a população.

Debateu bons debates.

Reestruturou sua TV e plantou as bases da nova casa de Napoleão Laureano.

Depois da década Durval, provou por a + b que o rodízio de comando pode fazer muito bem (e fez) ao parlamento municipal.