João, colegas e a suave pressão do Nordeste sobre Brasília

Crônicas da vida real | Por Adriana Bezerra | 2 semanas atrás | 79 |

Governadores nordestinos adotaram uma nova tática para convencer Brasília a olhar para as suas paróquias:

Exercer “suave” pressão em deputados, senadores, ministros, presidente e em quem mais estiver mandando na União.

Amanhã tem novo round da vigília nordestina em Brasília, mais uma vez no QG do Ceará no Distrito Federal.

João Azevedo, o eleito da Paraíba, já confirmou presença.

É a segunda vez que os nordestinos desembarcam em bloco em Brasília.

Na primeira, mês passado, redigiram carta à equipe de transição, enumerando prioridades para a região.

Agora,  a pressão é sobre a Câmara, onde entra em votação projetos de lei que são considerados prioritários para as novas gestões.

Um deles é o PLP 459, que estabelece regras mais modernas de combate à sonegação.

Outro é o PLP 10.985, que trata da regulação da cessão onerosa de gás e petróleo e estabelece a partilha das receitas de royalties entre União, Estados e Município.

Os governadores, claro, querem garantir seu quinhão.

E demonstram, com essa suave pressão, que não vão ficar em suas potronas, benevolentes com a União, esperando a morte financeira da região chegar…