Observem Ricardo Coutinho

Crônicas da vida real | Por Adriana Bezerra | 2 semanas atrás | 238 |

Quando Ricardo Coutinho anunciou que assumiria o comando da Fundação João Mangabeira, o QG das políticas do PSB, muita gente, aqui, minimizou a importância do posto.
Era um cargo vazio de poder – político e, principalmente, orçamentário.
Depois de perder a caneta pesada, se conformava com um tinteiro retórico.
Ricardo mostrou ontem em Brasília que sua retórica sempre terá peso.
O Observatório da Democracia pode – e deve – fazer história neste instante de faz de conta que (ainda) somos uma nação democrática.
Terá, pra começo de conversa, contribuição de muitas mãos e mentes:
A maioria dos personagens da esquerda brasileira estava ontem, em Brasília, na abertura do Observatório.
Reunidos – pela primeira vez depois do racha eleitoral que fragmentou a esquerda em mil estilhaços – em torno de Ricardo.
Eles vão observar o Governo Bolsonaro.
A Paraíba tem coisa melhor pra observar:
O próprio Ricardo.
Muito além dos problemas da paróquia, se construindo como liderança nacional.